quarta-feira, 17 de maio de 2017

Entraram em funcionamento os postos de vigia florestais do distrito

Dia 15 deste mês, começou a fase bravo de combate a incêndios, que se prolonga até dia 30 de Junho. O que significa que também entraram em funcionamento os postos de vigia florestais. Há 3 activos no distrito de Bragança,fomos conhecer um deles, localizado na Serra de Bornes, em Macedo de Cavaleiros.
Vigiar e prevenir a ocorrência de incêndios na Serra de Bornes, é por estes dias, a rotina de Benjamim Camelo, que toma conta do posto de vigia naquele local. Depende dos anos, e principalmente do clima, mas Benjamim já desempenha esta tarefa há anos suficientes para saber que Maio e Junho já registam bastantes ignições “ a nossa função aqui é estarmos atentos à primeira coluna de fumo que vemos, tiramos o ângulo de onde fica e fazemos a comunicação, tem anos que começa a haver muitas ocorrências, mas agora no mês de Maio e Junho já há bastantes”, sublinha o vigilante. 

Neste momento, estão activos 3 postos de vigia no distrito de Bragança.  A  Bornes, no concelho de Macedo de Cavaleiros, juntam-se a Coroa, em Vinhais, e Montesinho, em Bragança. “Começaram a funcionar dia 15 deste mês, aquando o início da fase Bravo, e são depois reforçados a 1 de Julho”, explicou o capitão da GNR, Vítor Romualdo.
O mês de Abril foi atípico em termos de ignições. A GNR suspeita que a realização de queimas e queimadas sem os devidos cuidados pode ser a causa do problema, e por isso, fica o alerta.

Alguns conselhos nesta fase Bravo de combate a fogos florestais, na qual já há 3 postos de vigia instalados em 3 concelhos diferentes do distrito de Bragança.
Para já, os postos contratados pelo SEPNA, da GNR, efectuam vigias de 8 horas diárias. Durante a fase crítica, de 1 de Julho a 30 de Setembro, passam a ser feitas em turnos de 24 horas. 

Escrito por Onda Livre (CIR) / Foto: Douro Valley 

Sem comentários: