sexta-feira, 19 de maio de 2017

II Feira da Agricultura arranca hoje em Macedo de Cavaleiros

Há uma tendência para investir na agricultura, e para que o setor contribua para a fixação de população nas zonas de baixa densidade.
Opinião de Teresa Silveira, jornalista no jornal Vida Económica, que vai ser moderadora e oradora no seminário “Agricultura – um Futuro com Sucesso?”, marcado para este domingo, em Macedo de Cavaleiros.

“Eu penso que podemos falar das duas coisas. Nas várias regionais do país e nas várias camadas da população, mas sobretudo nos jovens agricultores, tem-se notado uma aposta neste setor agrícola e agro-alimentar.

Mas, por outro lado, também se pode e deve falar de um setor de atividade que tem futuro no nosso país. Esta Feira da Agricultura de Trás-os-Montes e este painel de debate que vamos organizar no domingo de manhã tem como objetivo debater estas matérias da agricultura, fazer perceber qual é o futuro deste setor.”
Uma ação que consta nas novidades da II Feira da Agricultura de Trás-Os-Montes, que começa hoje, e que se prolonga por todo o fim-de-semana.

E perante o aumento do associativismo registado no concelho, nomeadamente na Cooperativa Soutos os Cavaleiros, que em dois anos duplicou o número de produtores inscritos, Teresa Silveira só vê vantagens nesta ligação em rede.

“Têm todas as vantagens em estar ligados em rede. Porque por muito conhecimento que a pessoa possa ter do setor e das técnicas de produção, a nível comercial e de gestão, estar envolvido numa associação ou numa cooperativa tem todas as vantagens, desde logo porque abre canais ao nível da distribuição, ter acesso a mais contactos, ter acesso à nova legislação, produtos e mercados. Novas formas, no fundo, de estar no mercado”
Considerações sobre o setor agrícola no dia em que arranca a segunda feira dedicada ao mundo rural, em Macedo de Cavaleiros.

Ao longo de três dias, estão em destaque as raças autóctones, as produções da região e as novidades na área da mecanização.

Também a apicultura tem lugar neste certame. Antes, sábado, acontece um workshop sobre abelhas rainhas. Parte da atividade acontece no Museu do Mel e da Apicultura, situado aos pés da Serra de Bornes.

É lá que encontramos Francisco Rogão, presidente da Associação de Apicultores A Seita d’ Abelha, que organiza esta ação.

“No sábado a parte teórica vai ser de manhã, e a prática aqui (no Museu do Mel e da Apicultura).

Vão poder ver como se fazem enxames a partir de um pacote de abelhas, que é um conjunto de abelhas sem rainha. Estará dois dias orfanizado, findo esse tempo colocam-se numa colmeia com uma rainha e arranca um enxame novo.

Quem vier ao museu pode ser colmeias de outros países, antigas, decorativas, e tem uma em vidro, onde se pode observar em segurança a atividade das abelhas. E podem ser como se produz mel, aqui no campo.”
Um museu ao ar livre, aberto há 5 anos, soma um balanço positivo. É provavelmente o único do género no país, e não passa despercebido, além dos amantes da apicultura, a estudantes e turistas.

“Vêm cá muitos estudantes, muita gente para formação. Espaço como este no país penso que não existe nenhum. Muitos vêm por curiosidade, outros para aprender alguma coisa. É um sítio agradável para quem gosta de abelhas.

Este museu existe desde 2012, e o balanço é balanço positivo. Os visitantes chegam principalmente de Portugal e de Espanha. No primeiro e segundo ano, passaram por cá todas as escolas do concelho, e regularmente excursões passam por aqui.”
Um seminário sobre o setor agrícola e um workshop voltado para a apicultura fazem parte do cartaz da II Feira Agrícola de Trás-os-Montes, a decorrer desde hoje e até domingo no Parque Municipal de Exposições de Macedo de Cavaleiros.

A Rádio Onda Livre e a Onda Livre TV vão marcar presença nos três dias do certame.

Escrito por ONDA LIVRE

Sem comentários: