quarta-feira, 30 de agosto de 2017

António José Teixeira

Major de infantaria, professor provisório do Liceu Central Emídio Garcia, de Bragança, vai em mais de vinte anos, regendo várias disciplinas, combatente da Grande Guerra na África e em França, comendador das ordens de Cristo, com palma de oiro, e de Avis, aquela por decreto de 25 de Setembro de 1922 e esta por decreto de 5 de Outubro seguinte, condecorado com a medalha de oiro de exemplar comportamento, governador civil de Angra do Heroísmo por decreto de 3 de Outubro de 1923 e depois de Aveiro por outro de 8 de Agosto de 1924.
Nasceu em Bragança a 28 de Abril de 1880; filho de António Albano Teixeira, segundo oficial das alfândegas, e de D. Olívia Rosa de Sá P. Teixeira, neto paterno do velho administrador do concelho de Bragança António José Teixeira, farmacêutico, cavaleiro da ordem de Cristo.

Escreveu: Discurso proferido na abertura das aulas do regimento de infantaria nº 10. 1907, Bragança, Tip.Minerva. 8.º de 8 págs.
Serviço de patrulhas na infantaria. 1916, Bragança, Tip. Adriano Rodrigues. 8.º peq. de 84 págs.
Lição de Heróis – Alocução proferida no regimento de infantaria nº 10, no dia 9 de Abril de 1921, em comemoração dos mortos pela Pátria nos campos de batalha na Grande Guerra (1914-1918). Bragança, Tip. Artística. 4.º de 8 págs.
Regimento de infantaria nº 10 – Breve resumo dos seus factos mais notáveis. 1929, Bragança, Tip. Académica. Fólio pequeno de 20+2 págs. inumeradas.
Tem em manuscrito: Infantaria de Trás-os-Montes na Flandres e Elementos de topografia prática.

Memórias Arqueológico-Históricas do Distrito de Bragança

Sem comentários: