segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Padre com cem anos ainda celebra a missa

Sacerdote de Bragança ainda veste a batina e não precisa de óculos para ler.
António Augusto Moreno festejou este sábado 100 anos de vida. 
O sacerdote, que ainda veste a batina para ajudar nas homilias e não necessita de óculos para ler, celebrou o centenário na Sé de Bragança, junto a dezenas de fiéis. "Isto é demais para mim. Não sou nada para ter uma festa tão grande a meu respeito. 
Deus saberá se é merecido ou não", disse ao CM. Já não sabe de cor há quanto tempo é sacerdote - foi ordenado em junho de 1944 -, mas recorda-se bem do tempo que passou na Diocese de Bragança. "Foram 37 anos na maior. Das outras não me recordo", referiu, emocionado. 
Para o bispo de Bragança-Miranda, o centenário é motivo de regozijo. "É uma grande alegria e um sentimento de profunda gratidão termos o padre Moreno com 100 anos, ainda em pleno uso das suas faculdades, celebrando todos os dias a eucaristia. 
É um homem que transmite serenidade e paz", explicou D. José Cordeiro. Na diocese, é habitual a participação ativa de sacerdotes na terceira idade."Dos 60 padres, temos alguns com mais de 65 e até 80 anos que ainda colaboram nas 20 unidades pastorais", concluiu D. José Cordeiro. 
Nova casa sacerdotal
O seminário de Bragança vai ser remodelado pela diocese para acolher uma casa sacerdotal. A obra avançará "tão breve quanto possível", indicou o bispo D. José Cordeiro, e será também utilizada para vários encontros e retiros religiosos. 
Nasceu no Mogadouro
O sacerdote nasceu em Ventozelo, Mogadouro, frequentou o seminário de Vinhais e foi pároco em Vimioso (Avelanoso, Vale Frades e Angueira) e Miranda do Douro (S. Martinho, Cicouro e Especiosa). Reside na Fundação Betânia, em Bragança.

Tânia Rei
Correio da Manhã

Sem comentários: